1º TEMA: O ARREPENDIMENTO

INTRODUÇÃO

Na vida de todos os que creem uma base ampla e segura da vida cristã, certeza absoluta de salvação e a convicção segura de um dia morar com Cristo no Céu de glória eterna. Hoje vamos estudar: definição de arrependimento, a necessidade de arrependimento, como ocorre o arrependimento, a transformação e a mudança que Deus faz no intelecto, nas emoções e na vontade, aferindo o nosso arrependimento e as bênçãos como resultado do arrependimento.

1)       DEFINIÇÃO DE ARREPENDIMENTO

Arrependimento é o reconhecimento de que somos pecadores. É a pré-disposição de não pecarmos mais. É darmos meia-volta, abandonarmos o caminho de pecado e passarmos a viver o caminho do Evangelho de Jesus Cristo.               Arrependimento é o reconhecimento de que falhamos, erramos, somos carentes e necessitamos das misericórdias de Deus. É lutar para vencermos as fraquezas e tentações da nossa carne.

É nos humilharmos aos pés do Senhor, suplicando misericórdia e perdão. É bom notar que arrependimento e remorso são coisas diferentes. O remorso consiste em a pessoa saber que errou, mas não quer abandonar o erro. É não reconhecer que deveria tê-lo evitado.  Ela está pronta a errar de novo e errará. Foi o caso de Judas  (Mt. 27:3-5). O remorso oprime e mata.

Já o arrependimento provém de Deus, causa-nos tristeza por havermos  pecado, (tristeza, porém, que não oprime, mas que produz conserto e perdão), dá-nos o desejo de não pecar mais e alegria por sabermos que já estamos salvos para sempre. O verdadeiro arrependimento opera em nós o perdão e a salvação (II Co. 7:9-10).

2)  A NECESSIDADE DE ARREPENDIMENTO

O arrependimento é a necessidade primeira e o ponto de partida para todos os que quiserem ser salvos por Jesus Cristo. A Bíblia diz em Rm. 3:23:“Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”. Rm. 3:12 diz: “Todos se extraviaram e se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só”. Ec. 7:20 diz: “Não há Homem justo sobre a Terra que faça o bem e nunca peque”. Pelos textos citados aprendemos que todas as pessoas são pecadoras.

Is 64:6 diz que “nossas justiças são como trapo de imundícia” e Is 59:1-2 diz que “nossos pecados fazem divisão entre nós e o nosso Deus”. Em Lc. 13:5 Jesus disse: “Se não vos arrependerdes, todos perecereis”. Está, portanto, claro que todos somos pecadores. Daí a necessidade de arrependimento, para que sejamos perdoados e salvos. Porque sem arrependimento não há perdão e sem perdão não há salvação (At 2:37-38; 3:19).

3) COMO OCORRE O ARREPENDIMENTO

A doutrina do arrependimento é tão importante que o início do ministério de João Batista e do próprio Senhor Jesus foi marcado pela pregação incisiva da necessidade de arrependimento (Mt. 3:1-2 e 4:17). Pelos textos de II Tm. 2:25 e At 11:18 aprendemos que é Deus que nos dá o arrependimento para a salvação. Por At 2:38 e 3:19 entendemos que é necessário ler ou ouvir a pregação do Evangelho e aceitá-lo. Caso fechemos nosso coração não o aceitando, continuaremos perdidos e sob condenação.

Porém, aceitando Jesus Cristo como único Salvador e Senhor, assim como o seu sacrifício, Deus opera em nós o arrependimento, o perdão e a salvação, porquanto recebemos entendimento ao ler ou ouvir a pregação do Evangelho, e o Espírito Santo convence-nos do pecado, da justiça e do juízo.  O Espírito Santo convence–nos do pecado, para sabermos que somos pecadores e nessa condição estamos perdidos. O Espírito Santo convence-nos da justiça, para entendermos que Cristo recebeu na cruz a culpa e o castigo que eram nossos. Nossos pecados crucificaram Jesus.

A salvação é de graça e pela fé (Is 53:4-6; Ef 2:8-9). Cristo é a justiça de Deus para a nossa salvação (I Co. 1:30). Se alguém ainda não nasceu de novo e não tem certeza da salvação, creia assim, e receba hoje pela fé o perdão e a salvação. O Espírito Santo convence-nos do juízo, para entendermos que, se não aceitarmos pela fé o sacrifício de Jesus, com arrependimento sincero de pecados, seremos condenados para sempre junto com Satanás e os demônios (Jo 16:7-11).

4) O ARREPENDIMENTO TRANSFORMA A VIDA

O arrependimento sincero, que nos dá a salvação, nos leva a não ocultar nada de Deus, e é precedido por três ações: confessar a Deus os pecados, abandoná-los e voltar-se para Deus, conforme os textos pela ordem (Sl. 32:5; Pv. 28:13; Is 55:7; I Jo 1:8-10; I Ts. 1:9). O arrependimento promove uma transformação geral em todas as áreas da nossa vida. Estas são as áreas que recebem maior transformação:

  1. A) INTELECTO:No intelecto, a pessoa passa a ter um entendimento diferente de todos os pecados que envolveram sua vida passada. Descobre então que, pelo arrependimento, recebeu perdão, salvação e é uma nova criatura (II  5:17; I Co. 2:14-16).
  2. B) EMOÇÕES:Nas emoções, a pessoa passa a sentir tristeza por ter pecado, e então recebe alegria por não viver pecando mais e saber que já está salva para sempre (Lc. (15:10; 19:5-6; At 2:28).
  3. C) VONTADE:Na vontade, a pessoa é movida a viver conforme o Evangelho de Cristo e a obedecer a toda a vontade de Deus (Rm. 12:1-2).

5) AFERINDO NOSSO ARREPENDIMENTO:

Pelas características a seguir, qualquer pessoa pode saber se já experimentou ou não o verdadeiro arrependimento. Ocorre na pessoa arrependida uma mudança de pensamento em relação a Deus, em relação ao seu próximo e em relação aos seus pecados.

O arrependido condena agora o que aprovava antes. Passa a ver as coisas através dos olhos de Deus. Passa a amar e admirar tudo o que Deus criou e, em toda a obra da criação, descobre o poder e a glória de Deus (Sl. 19 e Sl. 8).

Antes do arrependimento, a pessoa quer fazer a sua própria vontade e dirigir os seus próprios caminhos, porém, depois de arrepender-se, ela quer fazer a vontade de Deus e por Ele ser dirigida. Antes de arrepender-se, procura esconder os seus pecados e justificar a si mesma (Lc. 16:15; Mt. 23:27-28).

Depois do arrependimento, o Espírito Santo de Deus faz-lhe entender que só pode ser justificada pelo sacrifício de Jesus Cristo. A pessoa arrependida sente tristeza pelos pecados que antes praticava e agora detesta, reconhece quanto Deus é bom e sofreu por seus pecados em Jesus Cristo. O arrependimento sincero produz em cada vida esforço para abandonar o pecado e cria a disposição de seguir a Jesus.

O arrependido abandona toda a idolatria em que antes se apoiava, crê exclusivamente em Jesus Cristo e produz frutos dignos de arrependimento (Mt. 3:8; Jo 15:16; Rm. 5:1-2 e vs. 8 e 9).

6) O RESULTADO DO ARREPENDIMENTO

Ninguém merece o perdão nem a salvação, mas Deus perdoa e salva por graça e de graça, ou seja, favor não merecido e gratuito a todos que se arrependem e pela fé creem em Jesus Cristo como único Salvador e Senhor. O arrependimento gera a fé salvadora, abre–nos a porta a todas as bênçãos do Evangelho, proporciona grande alegria entre os Anjos nos Céus (Ef. 1:3; Lc. 15:7-10), derruba a barreira do pecado e concede-nos comunhão com Deus.

Obs.  O crente depois de salvo ainda poderá pecar, mesmo sem querer. Deverá logo arrepender-se, abandonar o pecado, pedir perdão a Deus e então será purificado pelo poder do sangue de Jesus (I Jo 1:7). O arrependimento ocorre no início para a salvação e permanece em zelo para purificação. O resultado do arrependimento é perdão, salvação e bênçãos abundantes de Deus. As figuras ao lado indicam que quem estuda bastante a Bíblia recebe quebrantamento, arrependimento e todas as bênçãos do Evangelho.

CONCLUSÃO

Arrependimento é reconhecer que somos pecadores, abandonar o caminho do pecado e passar a viver o caminho do Evangelho de Jesus Cristo. O arrependimento é a necessidade primeira para todos os que quiserem ser salvos por Jesus Cristo, pois sem arrependimento não há perdão e sem perdão não há salvação.

O arrependimento é dado por Deus quando, ouvindo o Evangelho, cremos e aceitamos Cristo e seu sacrifício por nós. Então, o Espírito Santo convence-nos do pecado, da justiça e do juízo, dando-nos a salvação em Cristo Jesus.

O nosso entendimento, emoções e vontade são transformados. Descobrimos então que já estamos salvos, pelas características novas que envolvem todo o nosso ser. O arrependimento ocorre no início para salvação e permanece em zelo para purificação. O resultado do arrependimento é o perdão, a salvação e as bênçãos abundantes de Deus. Leia a Bíblia. Comece pelo Novo Testamento. Amém

 

Responda Questionário F3

Tenha vitorias em Cristo.