DISCIPLINA – OS ANJOS (Angelologia) – CBTF – Curso Básico em Teologia

Parte 1

1) SUA ORIGEM

a) São seres criados – Sl.148:2,5

b) Quando foram criados?

• Gênesis nos mostra que o homem foi criado depois da queda dos anjos, pois logo Satanás se fez presente no Éden, mas há referências de sua existência mesmo antes da formação da Terra: Jó 38:7 – Sl.104:4 e 5.

2) SUA NATUREZA

a) Eles são superiores aos homens – II Pe.2:11 – Hb.2:6,7 Esta superioridade permanece apenas quanto à condição humana atual, pois futuramente este quadro será mudado: • Quanto aos anjos eleitos: igualdade (Lc.20:34-36) • Quanto aos anjos caídos: nós os julgaremos (I Co.6:3)

b) São espíritos – Hb.1:14 Não se limitam ao mundo natural e suas leis:• Aparecem e desaparecem – Lc.1:11, 26-28 e 38 – At.12:7-10 • Realizam tarefas além da capacidade humana – II Re.19:35 • São imortais. Jesus relacionou a igualdade dos homens com os anjos, enfatizando o fato de não mais morrerem – Lc.20:34-36 • São assexuados (sem sexo). Não se reproduzem; não tem capacidade de gerar – Lc.20:34,35

c) São inumeráveis. Os únicos números fornecidos pela Bíblia não revelam qual seja a quantidade em si, mas compara-os com os anjos caídos, dando-nos uma informação importantíssima: Se um terço dos anjos seguiu Satanás (Ap.12:3,4), e dois terços ficaram, então significa que para cada anjo caído há dois anjos eleitos; ou seja: os anjos de Deus são exatamente O DOBRO! • Dn.7:10 – “milhares de milhares e milhões de milhões” • Hb.12:22 – “muitos milhares” • Ap.5:12 – “milhares de milhares e milhões de milhões”

d) Possuem personalidade, que é a composição de 3 características básicas: Vontade (Poder de escolha; decisão), Emoção (Sentimentos) e Razão (Intelecto; mente; pensamentos; planos). Estas são as características que distinguem as pessoas, concedendo-lhes a individualidade. E os anjos as possuem:

• Vontade – I Pe.1:12 Os anjos desejam, almejam compreender as revelações concernentes ao mistério da redenção. Também vemos o exercício da vontade, da escolha, na rebelião de Satanás; nesta ocasião cada anjo fez sua escolha: por Deus ou por Satanás.

• Emoção – Lc.15:7 e 10 Vemos os anjos manifestando alegria.

• Razão – Ap.19:10 e 22:8,9 – Vemos nos anjos a presença da consciência (conhecimento de si mesmo), sabem que são apenas conservos e que só Deus deve ser adorado. Além disto ainda vemos que possuem nomes (Miguel, Gabriel) e atividades pessoais. Ex: diálogo, comunicação, linguagem própria (I Co.13:1). Também ao se manifestarem, agem como qualquer homem: andam, comem, falam, etc…

CLASSIFICAÇÃO DOS ANJOS

1) O ANJO DO SENHOR Não cremos que este seja um anjo de fato, mas uma “TEOFANIA” (manifestação/aparição de Deus). Sobre ele, podemos ressaltar:

a) A manifestação é limitada – I Jo.4:12 Ninguém pode ver Deus em sua plenitude e viver: Ex.33:20

b) Ele é relacionado com o próprio Deus: • Gn.18:1,2,13,17,22 e 33 • Gn.22:10-12 e 15-18 • Gn.32:28-30 • Gn.48:15,16; • Ex.3:2-6 • Js.5:13-15 e 6:2

c) O nome do Senhor está nele: Ex.23:20,22

d) É lhe atribuído o poder de perdoar/reter pecados: Ex.23:20,22

e) É o próprio Cristo: Hb.1:3 Na verdade toda manifestação de Deus (teofania) pertence ao Senhor Jesus, pois é ele quem revela o Pai!

2) ARCANJO (“Arqui” significa “chefe” ou “príncipe”)

a) Miguel é chamado de Arcanjo – Jd.6 Na verdade, é o único arcanjo mencionado por nome em toda a Bíblia, razão que leva muitos a crerem que somente ele ocupe esta posição… Por outro lado, há os que defendam a ideia de haverem mais, devido a afirmação de Gabriel em Dn.10:13, referindo-se a ele como “um dos primeiros príncipes”…

b) Miguel é chamado de o grande príncipe – Dn.12:1

c) Miguel aparece em confronto direto com Satanás: Jd.9 e Ap.12:7,8

d) Há ainda uma menção do arcanjo do arrebatamento – I Ts.4:16

3) QUERUBIM

a) É a 1a categoria de anjos mencionada na Bíblia – Gn.3:24

b) São “guardiões”da santidade divina: • Estavam de guarda no Éden – Gn.3:24 • Ex.25:19-22 – Na Arca Deus se manifesta sob suas asas • Ez.28:14 – Antes da queda Satanás era chamado “querubim DA GUARDA”…

c) Os 4 Seres Viventes – Recebem também este título no livro de Ezequiel (compare os capítulos 1 e 10) e Apocalipse; e em ambos os livros aparecem em quatro. Isto não significa, porém, que hajam apenas 4 querubins, pois há atividades para eles não só em torno do trono de Deus (Gn.3:24), e nestas ocasiões, os 4 seres viventes não abandonariam seus postos…

4) SERAFIM

a) Há uma única menção na Bíblia acerca desta categoria – Is.6:2

b) Seu nome significa: “ardente, aquele que queima”, provavelmente Anotações: referindo-se ao seu zelo pela presença e santidade de Deus…

c) Figuras. Nem tudo o que se vê em visão é literal; na maioria das vezes são “figuras” que Deus mostra, com o propósito de “representar” uma verdade. Ex: O Cordeiro de Ap.5…

5) ANJOS DAS NAÇÕES

a) O Velho Testamento cita Príncipes das Nações, tanto de anjos eleitos como de anjos caídos: Dn.10:13 e 20.

b) O Novo Testamento não dá os mesmos detalhes, mas menciona uma categoria (“PRINCIPADOS”) que se refere a esta posição ocupada pelos anjos: Ef.3:10 e 6:12; Cl.2:15; I Pe.3:22.

O CARÁTER DOS ANJOS

1) OBEDIENTES

a) Obedecem a Deus e cumprem suas ordens – Sl.103:20

b) A Terra tem como modelo perfeito de submissão à Deus, o céu. Por isso Jesus nos mandou orar para que sua vontade seja feita aqui como é feita no céu – Mt.6:10

c) Os anjos se sujeitam ao Senhor – I Pe.3:22

2) REVERENTES

a) Não aceitam culto: Ap.19:10 e 22:8,9

b) Rendem a Deus todo culto: • Hb.1:6 x Lc.2:13,14 • Jó 38:7 • Ne.9:6

3) SANTOS

a) São chamados assim na Bíblia – Ap.14:10

4) PODEROSOS

a) Vemos o poder de Deus manifesto neles por seus atos:• Gn.19:11 e 22-24 • At.12:7-10

b) A Bíblia fala do seu poder – Sl.103:20

c) O Poder de cada um está ligado à sua categoria:• Ap.10:1,2 – Menção de um anjo “FORTE” • Ap.20:1-3 – Um único anjo prenderá o Diabo • Ap.12:7,8 e Jd.9 – Miguel parece ser o único a resistir diretamente a Satanás.

5) MANSOS

a) Não guardam ressentimentos pessoais, nem injuriam aos seus opositores: II Pe.2:11 e Jd.6

6) SÁBIOS

A sagacidade, inteligência e astúcia de Satanás e seus anjos caídos, embora corrompida, é algo impressionante! O que não dizer dos anjos cuja sabedoria não se corrompeu?

a) Havia um provérbio em Israel que revela a crença que existia entre o povo, em relação à sabedoria dos anjos – II Sm.14:17

b) Embora possuidores de elevada sabedoria, não são oniscientes; nem os anjos eleitos e nem tampouco os caídos: • I Rs.8:39 – Só Deus conhece todos os corações • Mt.24:36 – Não conhecem o dia da Vinda de Jesus • I Pe.1:12 – Não compreendem os mistérios da redenção • Gn.18:10-15 – Um anjo deu a notícia do filho a Abraão e Sara, mas quem soube que Sara (atrás da tenda) rira, foi o Senhor.

OBRAS E ATIVIDADES DOS ANJOS

1) MENSAGEIROS DE DEUS

Este é o significado da Palavra “anjo”: MENSAGEIRO. Por meio deles, Deus envia:

a) Anunciação – Mt.1:20,21; Lc.1:11-20

b) Advertências – Mt.2:13; Hb.2:2

c) Instrução – Mt.28:2-6; At.10:3; Dn.4:13-17

2) EXECUTORES DE JUÍZO

a) Os anjos também tem a tarefa de trazer o juízo de Deus sobre os homens: • II Sm.24:16 • Mt.13:39-41 • At.12:23 • Ap.7:1-3

3) ADORADORES

a) Não aceitam culto: Ap.19:10 e 22:8,9

b) Rendem a Deus todo culto: • Hb.1:6 x Lc.2:13,14 • Jó 38:7 • Ne.9:6

c) O céu não está em silêncio – Ap.5:11 e 12

4) ESPÍRITOS MINISTRADORES

Os anjos não somente servem a Deus, mas também aos seus eleitos: Hb.1:14

a) Servem alimentos: • I Re.19:5 • Mt.4:11

b) Ministram conforto – Lc.22:43

c) Ministram cura – Jo.5:3,4

d) Ministram livramento:• Sl.34:7 • At.12:7-10

• Dn.6:22

e) Ministram proteção: • Sl.90:11• Mt.18:10 e At.12:15 (anjo da guarda)

Parte 2

SATANÁS, REBELIÃO E QUEDA (Demonologia)

O estudo de anjos (Angelologia), abrange também os anjos caídos, os que pecaram seguindo Satanás em sua rebelião contra Deus. Antes de entrarmos diretamente no estudo destes anjos caídos, entendemos a necessidade de abordarmos a pessoa do próprio Satanás, sua rebelião e queda, para somente então estudarmos os que o seguem; dentro desta ordem tudo ficará mais claro. NOTA: Não estamos empregando neste estudo o nome “Lucifer”, visto que somente algumas poucas traduções da Bíblia o usam em Is.14, como a versão inglesa do rei Tiago (King James Version); uma vez que as traduções em português usam os termos “estrela da manhã” e “filha da alva” referindo-se à luz de glória que ele antes possuía e que hoje se encontra despido dela, apenas fingindo tê-la (II Co.11:14). Estamos empregando apenas o termo “Satanás”, largamente usado nas Escrituras… Lição 05 Anotações: ORIGEM E NATUREZA DE SATANÁS

1) ORIGEM DE SATANÁS Quanto à origem de Satanás, vale ressaltar o seguinte:

a) Os anjos foram criados em harmonia e perfeição – Jó 38:7

b) Houve uma rebelião, guerra e queda de 1/3 dos anjos! – Ap.12:3,4

c) Jesus confirmou esta queda – Lc.18:10

d) Características especiais destacadas num texto – Ez.28:11-17 • criado em perfeição (v.12); • cheio de sabedoria (v.12); • querubim ungido (v.14); • “da guarda” que significa literalmente “QUEM CONDUZ”(v.14) • houve pecado um dia (v.15); • o pecado mudou sua própria natureza (v.16); • foi lançado fora (v.16); • soberba: o pecado principal (v.17); • sabedoria corrompida: agora “astúcia”…(v.17) e) A profecia de Isaías acrescenta ainda mais luz sobre Satanás e sua queda – Is.14:4-16 • o domínio que hoje Satanás tem sobre os povos (Lc.4:6) lhe será tirado! (V.4-10); • crê-se que a expressão “QUEM CONDUZ” de Ezequiel, esteja ligada a esta: “o som dos teus alaúdes”, referindo-se a posição de “dirigente de louvor” que Satanás tenha ocupado…(v.11); • confirmação do pecado de soberba como responsável pela queda (v.13 e 14); • juízo já estabelecido: “serás levado ao mais profundo do abismo” (v.15); obs: ele sabe disto! (Ap.12:12)

2) A NATUREZA DE SATANÁS

a) Como todos os anjos, Satanás trás estas características: • é superior aos homens; • é um espírito; • é imortal; • é assexuado; • é uma pessoa;

b) Muitos ensinos tentam levar as pessoas a crerem que Satanás é um ser impessoal, uma influência maléfica apenas… mas ele é uma pessoa! Vejamos as provas de sua personalidade: • VONTADE: Satanás exercitou sua vontade ao dizer: “eu subirei ao céu…” (Is.14:13). Na tentação de Jesus ele expressou seu DESEJO de ser adorado (Mt.4:8,9) • EMOÇÕES: Satanás também tem sentimentos. Exemplos: soberba (I Tm.3:6) e ira (Ap.12:12) • RAZÃO: Ez.28:17 fala sobre sua sabedoria corrompida, que Paulo chama de “ardis” ou “maquinações” (II Co.2:11). Ele é inteligente, faz planos e ainda demonstra seu raciocínio em diálogos: – com Eva (Gn.3:1-7) – com Deus (Jó 1:6-12) – com Jesus (Mt.4:1-11)

CARÁTER E OBRAS DE SATANÁS

Como vimos em Ez.28:16, o íntimo de Satanás se corrompeu, perdendo portanto, vários atributos que como anjo antes possuía, como por exemplo: a obediência, reverência, santidade, mansidão, etc…

1) TÍTULOS QUE IDENTIFICAM SEU CARÁTER E OBRAS

a) Rebelde – o oposto da obediência (Ap.12:3,4)

b) Irreverente – não mais adora a Deus, e ainda por cima é blasfemo: Ap.13:1-8. Também não respeita os homens… NOTA: mas é obrigado (mesmo sem o querer) a se dobrar diante do nome de Jesus – Fl.2:9-11

c) Profano – O diabo corrompeu-se, perdeu a sua santidade; e foi lançado fora “profanado” do Monte de Deus (Ez.28:16). É pai dos que vivem pecando, pois o pecado começou com ele e é sua própria natureza (I Jo.3:8)

d) Mentiroso – Jesus o chamou de Pai da mentira (Jo.8:44)

e) Homicida – Jo.8:44/Jo.10:10 – Seu prazer é destruir os homens e os levar consigo à 2a. Morte (Ap.20:10 e 15)

f) Ladrão – vive tentando roubar do home tudo o que Deus lhe dá… Jo.10:10 e Ap.3:11

g) Destruidor – Jo.10:10/Ap.9:11 – ele não somente investe contra pessoas mas também contra povos e nações (Is.14:6 e 12)

h) Maligno – Mt.13:19/I Jo.5:18 – causador de males

i) Opositor – Este é o significado do nome “Satanás”: adversário, opositor. Aparece mais de 50 vezes na Bíblia, tanto no V.T. como no N.T. Este nome revela seu propósito de sempre se opor aos planos de Deus e também aos homens a quem Deus ama.

j) Tirano – Is.14:4-6 – Satanás está no governo deste mundo desde que o home lhe deu esta autoridade que tinha recebido de Deus (Lc.4:6). Também é chamado de: • príncipe deste mundo (Jo.12:31); • deus deste mundo (II Co.4:4); • príncipe dos demônios (Lc.11:15-18); • príncipe das potestades do ar (Ef.2:2);

l) Soberbo – A própria tirania do diabo decorre deste sentimento, visto que ele se acha “grande coisa” – I Tm.3:6

m) Tentador – Ele quer levar todos os homens ao pecado para os separar de Deus e participarem de sua própria desgraça – I Ts.3:5

n) Enganador – Não apenas mente abertamente, mas também seduz e engana – Ap.20:10 e II Co.11:3

o) Acusador – Ap.12:10 e Jó 1:9-11 – A Bíblia menciona um envolvimento integral de Satanás nesta atividade; mas temos um advogado que nos defende junto ao trono de Deus: I Jo.2:1,2

SATANÁS E O CONTROLE DIVINO

Ap.20:1-3 nos revela duas coisas básicas sobre a atividade satânica:

1) SATANÁS ESTÁ SOB CONTROLE

a) Satanás não pode fazer frente ao nosso Deus invencível; um único anjo é suficiente para prendê-lo.

b) Seu agir é restrito na vida dos homens; só pode tocar quem lhe permite fazê-lo (I Pe.5:8). E se na vida do homem em geral ele já restrito, o que não dizer dos filhos de Deus?

c) O Diabo não pode violar o muro de proteção de Deus à nossa volta (Jó 1:10); há coisas que ele só consegue fazer mediante permissão; nossa (Ecl.10:8 e EF.4:27) ou divina: • Satanás não pode tentar – Mt.4:1 e I Co.10:13 • Satanás não pode afligir – Jó 1:16 • Satanás não pode matar – Jó 2:6 e Hb.2:14,15 • Satanás não pode nos tocar – I Jo.5:18

d) O cristão está protegido pela presença de Deus (I Jo.4:4) e pela autoridade que lhe foi delegada – Mc.16:17 e Tg.4:8

2) SATANÁS ACABA TRABALHANDO PARA DEUS

a) Deus jamais deixaria o diabo solto se ele fosse de fato uma ameaça; não há ameaças para Deus!

b) Ap.20:3 diz: “É NECESSÁRIO QUE”… Em outras palavras podemos dizer que “é preciso que”, ou ainda: “tem que ser assim”! O Diabo acaba trabalhando como “peneira” para Deus, distinguindo os que de fato querem e os que não querem andar com Deus e ser-lhe sujeitos. É importante entender alguns fundamentos de verdade quanto ao agir de Deus:

• O agir invisível de Deus – Ecl.11:5 • A multiforme sabedoria de Deus – Ef.3:10 • A Soberania de Deus sobre tudo c) Exemplos de serviço prestado pelo diabo: • Preservação da nação de Israel (com José); • A Igreja; • Os tratamentos de caráter.

O DESTINO DE SATANÁS

Ap.20:1-3 nos revela duas coisas básicas sobre a atividade satânica:

1) JULGAMENTO PROMETIDO

a) Deus prometeu julgar o diabo desde o início – Gn.3:15

b) Jesus confirmou a certeza deste julgamento – Jo.12:31

2) A VITÓRIA DE CRISTO

a) Foi conquistada na cruz – Cl.2:14,15

b) Foi conquistada na sua morte – Hb.2:14,15

c) Foi conquistada na ressurreição – Ap.1:18

3) O TEMPO DETERMINADO

a) O prazo do arrendamento – Mt.21:33-45

b) Satanás será preso no milênio – Ap.20:1-3;

c) Depois será solto por pouco tempo – Ap.20:7-9;

d) E enfim será lançado para sempre no lago de fogo – Ap.20:10

Parte 3

OS ANJOS CAÍDOS (Demonologia)

Ao estudarmos os anjos caídos e demônios, deparamo-nos com diferentes escolas de pensamentos, apresentando opiniões diversas. Muitos vêem os anjos caídos e demônios como categorias diferentes de seres e, embora não seja esta a nossa visão, abordaremos estas diferentes opiniões para expor onde, ao nosso ver, estas escolas de pensamento têm falhado, e permitir aos alunos fazer seu próprio julgamento. Portanto, até que estabeleçamos nossa própria visão, alistaremos cada um como sendo de categorias separadas…

ORIGEM DOS ANJOS CAÍDOS E DEMÔNIOS

1) ORIGEM DOS ANJOS CAÍDOS

a) Já vimos anteriormente que os anjos foram criados em perfeita harmonia (Jó 38:7), mas pecaram seguindo Satanás em sua rebelião – Ap.12:3,4

b) Há textos que falam especificamente sobre isto: • II Pe.2:4 • Jd.6

c) Há anjos presos e anjos soltos. E entre os que estão presos, há diferentes níveis de prisão: • presos temporariamente – Ap.9:1,2 e 13-15 • presos definitivamente – II Pe.2:4 e Jd.6 • demônios podem ser presos hoje? – Lc.8:26-34 • amarrando o valente – Lc.12:29

2) ORIGEM DOS DEMÔNIOS

a) Os demônios aparecem na Bíblia do começo (Lv.17:7 e Dt.32:17) ao fim (Ap.16:14 e 18:2). Sua existência é inegável. Jesus os confrontou em seu ministério e comissionou a Igreja a fazer o mesmo – Mt.10:1 e Mc.16:17

b) Quem são os demônios? Por terem nomes diferentes, muitas pessoas alegam que os anjos caídos (angelos) e os demônios (daimonion) são seres distintos. Apontam ainda outras diferenças segundo a sua ótica: •Anjos caídos agem no ar, nas regiões celestiais – Ef.6:12 Os demônios agem na terra, em corpos – Mt.12:43-45. • Os anjos caídos ainda possuem beleza – II Co.11:14 Os demônios são criaturas grotescas – Ap.16:14

c) Se partirmos do pressuposto que os demônios realmente são seres distintos dos anjos caídos, então eles não possuem a mesma origem. Neste caso, surge a pergunta: De onde vieram os demônios? As explicações são as mais variadas. Descartamos as de origem pagãs e ficamos com as que os judeus e cristãos se apegaram:

I) Uma raça pré-adâmica de espíritos sem corpos que habitavam a terra antes da desordem causada pela queda de Satanás. Citam Gn.1:1,2

II) Espíritos de seres humanos já falecidos que foram malvados e corrompidos em vida. Essa é uma crença corrente no meio da comunidade espírita em geral.

III) Fruto de uma união ilícita entre anjos caídos e mulheres pré-diluvianas. Citam Gn.6:1-4 e Jd.6 IV) Posição mais aceita entre os cristãos: os demônios são anjos caídos.

3) CONTEXTAÇÃO DAS TEORIAS

a) Para cada uma das diferentes opiniões dadas sobre a origem dos demônios, tecemos um comentário como resposta:

I) Raça pré-adâmica. Esta teoria é pura especulação. Não tem base bíblica para formação de doutrina, que se estabelece à base de 2 ou 3 testemunhas (II Co.13:1).

II) Espíritos de homens falecidos. Tais espíritos tem destino certo; não se transformam em demônios – Hb.9:27 e Lc.16:22-31

III) União sexual entre seres angelicais. Em relação a isto, temos que considerar várias questões: • Tal relação mencionada em Gn.6, não refere-se a um simples contato físico, mas a casamento, que é o significado da expressão tomaram para si mulheres no V.T.; neste caso, os anjos não teriam mantido simples contato, mas vivido com estas mulheres. • Os anjos são seres assexuados – Lc.20:34,35 • Não há menção na Bíblia de que os anjos, à semelhança dos homens, tenham sido criados à imagem de Deus, com poder de gerar conforme a sua espécie – Gn.1:26,27 • Em tempos mais remotos alguns pensadores chegaram a pensar que fossem de fato anjos envolvidos na interpretação da expressão filhos de Deus mas os próprios judeus não pensavam desta forma, segundo sugere Flávio Josefo (historiador judeu cujos relatos são os mais aceitos entre seu povo depois da Bíblia). O que de fato se crê é que os filhos de Deus eram a geração de Sete, que buscava a Deus, enquanto que as filhas dos homens eram a geração de Caim que se afastara de Deus. • Judas 6 e 7 não falam de uma corrupção moral, mas espiritual, que trouxe sequelas de uma forma para os anjos e de outra para os homens, sendo que diante de Deus ambas são consideradas prostituição ainda que não tenha havido pecado sexual – Jr.3:20 e Tg.4:4

IV) Demônios são anjos caídos. Como anteriormente mencionado, esta é a posição que adotamos. Os demônios são, nada mais, nada menos que anjos caídos. Este é o nosso raciocínio de interpretação bíblica: • Nomes diferentes. Anjos (angelos) e demônios (daimonion) de fato são nomenclaturas diferentes. Mas Satanás, Diabo e Belzebu também são e, no entanto, apontam para o mesmo ser. Tal diferença na nomenclatura não se se constitui em argumento suficiente para distingui-los. • Lugar de ação. Não há nenhuma restrição na doutrina bíblica que indique que a possessão humana só se dá por meio de demônios (Mt.12:43-45 e Mc.16:17) e não de um anjo caído. Pelo contrário, vemos nas Escrituras o registro do líder de todos os anjos caídos (Satanás) possuindo a Judas – Lc.22:3 • Aparência diferente. A afirmação de que anjos caídos possuem beleza (II Co.11:14) enquanto que os demônios são criaturas grotescas (Ap.16:14) não é correta. O texto diz que eles se disfarçam em anjos de luz. Na verdade, Satanás é a própria imagem da distorção do pecado! Quanto às figuras grotescas dos demônios, há duas coisas que precisam ser destacadas:

1) Visões podem ser apenas simbólicas. Ex: Ap.12

2) Anjos caídos também aparecem com imagens grotescas – Ap.9:7-11

b) Textos comparados e aplicados: • Mt.12:24 – Satanás como maioral dos demônios Mt.25:41 – Satanás como líder de anjos que com ele caíram • II Tm.4:1 – Demônios agindo na área de doutrinas malignas Gl.1:8 – Anjos (caídos) apregoando heresias e distorções • Dn.10:13 e Ef.6:12 – Anjos das nações (principados) Ap.16:14 – Influência de demônios sobre as nações • Lc.10;17-20 – Relação entre demônios e a queda de Satanás

NATUREZA E CLASSIFICAÇÃO DOS DEMÔNIOS

1) SUA NATUREZA

a) Eles são superiores aos homens – Mc.5:3,4 Assim como os anjos eleitos, os caídos apresentam superioridade em relação ao homem e suas capacidades. Neste exemplo, destacamos apenas a força física p/ quebrar cadeias.

b) São espíritos – Ap.16:14 Não se limitam ao mundo natural e suas leis: • São imortais. Jesus relacionou a igualdade dos homens com os anjos, enfatizando o fato de não mais morrerem – Lc.20:34-36 • São assexuados (sem sexo). Não se reproduzem; não tem capacidade de gerar – Lc.20:34,35

c) São inumeráveis. Os únicos números fornecidos pela Bíblia não revelam qual seja a quantidade em si, mas compara-os com os anjos eleitos, dando-nos uma informação importantíssima: Se um terço dos anjos seguiu Satanás (Ap.12:3,4), e dois terços ficaram, então significa que para cada dois anjos eleitos há apenas um anjo caído; ou seja: os anjos caídos são exatamente A METADE! Os números bíblicos sempre falam de grandes quantidades…

• Dn.7:10 – “milhares de milhares e milhões de milhões”

• Ap.5:12 – “milhares de milhares e milhões de milhões”

d) Possuem personalidade, que é a composição de 3 características básicas: Vontade (Poder de escolha; decisão), Emoção (Sentimentos) e Razão (Intelecto; mente; pensamentos; planos). Estas são as características que distinguem as pessoas, concedendo-lhes a individualidade. E os demônios as possuem: • Vontade Os demônios escolheram ir para a manada de porcos ao sairem do gadareno (Mc.5:12). E desejam e decidem voltar para os corpos de onde saíram (Mt.12:44).

• Emoção Os demônios manifestam medo diante de Deus (Tg.2:19).

• Razão Os demônios possuem conhecimento acerca de Cristo e de seu futuro (Mt.8:29). Planejam doutrinas (II Tm.4:1 e Gl.1:8). Estabelecem diálogo (Lc.8:26-39) e conhecem alguns crentes até pelo nome (At.19:15).

2) SUA CLASSIFICAÇÃO

a) Percebemos haver entre os demônios certa hierarquia – Ef.6:12 • principados (nações) – Dn.10:13 • potestades (ou poderes/autoridades) – I Pe.3:22 e Rm.8:38 • príncipes (em categoria inferior, talvez regiões) – Mc.5:10 • hostes espirituais da maldade – provavelmente os responsáveis por levar as pessoas ao pecado. Estão no nível da influência direta.

b) Também encontramos algumas classificações por atividades: Anotações: • espírito de enfermidade – Lc.13:11 • espírito de adivinhação – At.16:16 • espírito de mentira – I Re.22:19-23 • espírito de medo – II Tm.1:7 • espírito de erro – I Jo.4:6 • etc.

CARÁTER, ATIVIDADES, CONTROLE E DESTINO DOS DEMÔNIOS

1) CARÁTER E ATIVIDADES

a) Eles agem refletindo o próprio caráter e obras de Satanás, pois são liderados por ele e executam seu plano – Lc.13:16

b) Portanto, as características expostas acerca do caráter e atividades de Satanás se encaixam nesta descrição.

2) O CONTROLE DE DEUS

a) Assim como o Diabo, seus súditos também estão sob o controle de Deus – I Pe.3:22

• I Re.22:19-23 – A visão de Micaías • I Sm.16:14 – O juízo sobre Saul • I Co.5:5 – O imoral de Corinto • Sl.78:49 – O juízo sobre os ímpios

b) Isto não significa que estão fazendo suas obras sob o comando divino, e sim que possuem limites.

3) SEU DESTINO

a) Julgamento estabelecido – I Co.6:3

b) Tormento eterno – Mt.8:29 e 25:41

Boa Sorte

RESPONDER AVALIAÇÃO – CLIQUE AQUI

Veja notas dos Participantes  de nosso CBTF- Curso Básico em Teologia.

OBS: Curso inteiramente grátis e provas mas cobraremos o equivalente a 10% do salario mínimo vigente para envio de certificado via correios.

Deixe um comentário